Como Construir Sem Dores de Cabeça?

Não é novidade pra ninguém, que se aventurar na construção da própria casa é tarefa bastante complicada. Mão de obra quase sempre pouco qualificada, muitas opções de materiais, muitas opções de serviços e pouca ou nenhuma orientação técnica, fazem com que qualquer obra tenha seu resultado final comprometido e com sérios riscos de se tornar um desastre. Exagero? Infelizmente não.

 

O maior problema com os maus resultados na finalização de uma obra está na ideia errada que as pessoas tem (e isso é uma raiz cultural difícil de ser arrancada) de que contratar um arquiteto, que faça um bom projeto arquitetônico e que acompanhe e oriente tecnicamente a obra, é um item dispensável, ou seja, um custo que pode ser eliminado e economizado.

 

Uma pesquisa realizada pelo CAU/BR-Datafolha comprova que mais de 85% dos brasileiros constroem sem qualquer auxílio de arquiteto ou engenheiro. Já dos menos de 15% restantes, pelo menos 10%, acreditando estar economizando um bom dinheiro, buscam serviços de má qualidade ou incompletos. O grande equivoco por parte das pessoas que desejam construir sua casa, é achar que um bom pedreiro dá conta de tudo e que investir em projetos completos e principalmente na assistência técnica de um profissional experiente durante a obra é um gasto desnecessário. Pior, acreditam que com o dinheiro economizado com esses serviços, poderão ter sobras para gastar com "aquele porcelanato dos sonhos" ou "aquele móvel planejado irresistível". Mal sabem que na verdade, quase que uma certeza absoluta, terão que gastar essa "economia" com consertos e reparos de coisas mal planejadas e mal executadas durante a obra.

 

Está comprovado que não contratar arquitetos ou contratar arquitetos que custam barato, mas oferecem projetos incompletos (apenas para aprovar na prefeitura) e pouco detalhados tecnicamente, que se preocupam muito em apresentar maquetes 3D bonitinhas, mas não se importam com a concepção adequada das técnicas construtivas, que não acompanham a obra ou que fazem um acompanhamento técnico esporádico, custará a qualidade final da obra, o aumento considerável do seu custo e prejuízos inevitáveis no pós obra. Em contrapartida, é fato que contratar um bom arquiteto, com experiencia para elaborar um bom projeto arquitetônico, que além da beleza estética, prima pela funcionalidade e principalmente pelas soluções construtivas eficientes e adequadas ao perfil econômico do cliente, mas principalmente contratá-lo para assessorar tecnicamente a execução da obra, é fator determinante para um resultado final livre de dores de cabeça e 100% gratificante.

 

Por isso, se você está pensando em construir sua própria casa, não caia na armadilha da falsa ideia de que economizar na contratação de um bom arquiteto para o projeto e para a assessoria da obra, é um bom negócio. É fato e está comprovado que a economia com esta parte tão importante do processo de construir, causará um prejuízo muito grande (seja no aumento do custo final da obra ou na má qualidade dos itens nela construídos).

 

Por tudo isso e pelo simples fato de que você e sua família irão viver e conviver neste imóvel, é que vale a pena refletir muito sobre o melhor caminho a seguir na hora de construir e sem dúvida alguma contratar um bom arquiteto para estar ao seu lado nesta aventura de construir.

 

Arq. Hamilton Turola

Escribir comentario

Comentarios: 0